Blog Serrado VinhosCURIOSIDADES, DICAS E HISTÓRIAS SOBRE O UNIVERSO DOS VINHOS

Decanter



O decanter pode parecer apenas como um acessório decorativo que torna o ato de servir vinho mais sofisticado, mas esse lindo objeto desempenha papel fundamental para aflorar as melhores características do sabor dos vinhos que passam por ele. 

História

Durante toda a história do vinho, os decanters exerceram papel fundamental no ato de servir a bebida. Os romanos antigos, pioneiros no trato com o vidro, foram os responsáveis pelo uso desse material na fabricação do decanter, que antes era feito apenas de barro. Logo após a queda do Império Romano, outros povos utilizaram bronze, prata, ouro e outros materiais para fabricar o decanter. 

Mas no período conhecido como Renascimento, os venezianos e, séculos depois, os britânicos, deram o formato definitivo ao objeto. O decanter, como o conhecemos hoje em dia, variou pouco quanto ao formato e material de fabricação desde então. A sua finalidade, contudo, ganhou novos significados e design belo e inovador. Atualmente, o decanter pode possuir formatos diversos, e os materiais com que são feitos normalmente são o vidro ou o cristal.

Para que serve?

O decanter basicamente serve para 2 coisas: auxiliar na separação dos sedimentos resultantes da ação do tempo nos vinhos mais antigos, que geralmente possuem esses resíduos. Ao transferir lentamente o líquido da garrafa para o decanter, é possível manter as chamadas “borras” na garrafa, deixando ir para o decanter apenas o vinho.

A outra função diz respeito à oxigenação do vinho. O decanter, nesse caso, facilita o processo de liberação dos aromas da bebida pouco antes de ser consumida. Aerar o vinho ao ar através do decanter faz com que seus aromas sejam mais intensos, seus taninos mais macios e o álcool menos presente. 

O processo para aeração de um vinho é bem simples e para cada tipo há um tempo médio de decantação. A regra básica diz que vinhos jovens não devem passar dos 30 minutos no decanter, os vinho com mais de 4 anos devem demorar um pouco mais, já os vinhos bem antigos não precisam de muito tempo no decanter, pois seu processo de aeração pode se completar na própria taça.


Ainda sobre o decanter…


Decantar vinho tinto jovem

O processo de decantação varia conforme o vinho em questão, ou seja, depende se trata-se de um vinho velho ou jovem. No caso dos néctares mais jovens, a decantação permite suavizar os taninos presentes no vinho, que normalmente são ásperos, secos e adstringentes. Geralmente, esses vinhos apresentam elevados níveis de acidez, porque ainda não tiveram tempo de amadurecer, o que significa que necessitam “respirar” durante uma ou duas horas. Verta o conteúdo da garrafa para o decantador num gesto único e contínuo. A etiqueta diz que se deve colocar a garrafa vazia ao lado do decantador, para que os convidados possam identificar o vinho que irão ou que estão a provar.

Decantar vinho tinto velho

Tenha o cuidado de colocar a garrafa na posição vertical um ou dois dias antes de ser consumida, assim, todos os depósitos irão concentrar-se no fundo. A decantação deve ser efetuada cerca de meia hora antes do vinho ser servido, isso porque no caso dos vinhos antigos, a decantação acelera a evaporação dos aromas. Uma “respiração” curta é o suficiente para libertar e, consequentemente, “abrir” o bouquet depois de tantos anos “fechado”. Uma vez aberta a garrafa, limpe o gargalo para retirar qualquer resíduo e comece a verter o vinho para o decantador. Coloque uma vela acesa ou um pequeno foco junto do gargalho, utilizando esta fonte de luz para se certificar que não deita borras no decantador. Verta tudo de uma só vez, parando apenas quando aparecerem os primeiros resíduos no gargalo. Coloque o decantador e a garrafa original juntos na mesa.


Curiosidades


  • Um vinho de qualidade vai continuar a desenvolver e a libertar-se dentro do próprio copo;
  • Caso não tenha um decantador, utilize outro recipiente para o processo de decantação e, no final, reintroduza o vinho na sua garrafa original com recurso a um funil;
  • Abrir a garrafa e retirar a rolha não permite a respiração adequada do vinho, uma vez que apenas o líquido que se encontra próximo ao gargalo é que estará, efetivamente, em contato com o ar;
  • Em caso de esquecimento ou falta de tempo, recorra a esta técnica de decantação rápida: coloque um pano branco e fino ou um simples guardanapo de papel sobre a abertura do decantador e verta o vinho por meio do mesmo, parando quando surgirem os primeiros sinais de borra.

Tags: Decanter , serrado vinhos , vinho tinto , vinho

ONDE ESTAMOS

DEPOIMENTOS

CONTATO

Sistema e hospedagem mantidos por Mônada Soluções Criativas . Todos os direitos reservados.
Propriedade intelectual por Serrado Vinhos. Cópia somente sob autorização.