Blog Serrado VinhosCURIOSIDADES, DICAS E HISTÓRIAS SOBRE O UNIVERSO DOS VINHOS

Harmonização de queijos e vinhos



A combinação de queijos e vinhos é extremamente conhecida e apreciada por quem adora uma boa comida, especialmente no inverno. Seja para curtir a dois ou com amigos, a combinação de queijos e vinhos é um clássico da culinária, mas para que saia como o esperado é preciso acertar na harmonização. Especialmente considerando-se os diferentes tipos de queijos e seus graus de acidez, assim como dos vinhos, saiba como fazer a harmonização de queijos e vinhos.
TIPOS DE QUEIJO
Antes de pensar em combinações de harmonização de queijos e vinhos, entretanto, é preciso se atentar aos tipos de queijo, já que é possível dividir as variedades existentes em grupos maiores de acordo com suas características.
Os tipos de queijo incluem:
Queijos frescos
São aqueles com alto teor de umidade e nos quais o sabor do leite ainda se faz bastante presente.
São exemplos a muçarela, muçarela de búfala, queijo minas, ricota e brie.
Queijos de média maturação
São os queijos que não ficaram maturando o suficiente e desenvolvem um sabor e acidez intermediários. É o caso do queijo prato, cheddar ou meia-cura.
Queijos semimoles
Já os semimoles também são chamados de casca lavada e incluem uma lavagem de salmoura
para evitar o aparecimento de bolor. São exemplos os queijos do tipo Edam, o Taleggio e o Asiago.
Queijos duros
Os queijos duros, por sua vez, são aqueles que passaram por um processo longo de maturação e que possuem casca grossa. São exemplos os famosos provolone e parmesão.
Queijos azuis
Os queijos azuis, por fim, são os que possuem o sabor mais ácido, marcante e picante e por isso pedem cuidado redobrado na hora da harmonização. São exemplos o gorgonzola e o roquefort.
FAZENDO A HARMONIZAÇÃO DE QUEIJOS E VINHOS
Conhecendo os diferentes tipos de queijo, é hora de partir para a harmonização de queijos e vinhos. Para isso, devem-se levar em consideração o tipo de queijo, sua cremosidade, acidez e a acidez do vinho. Em geral, os tipos acima harmonizam melhor com:


Queijos frescos:
 vinhos brancos secos, ácidos e mais leves; vinhos rosés; vinhos brancos aromáticos ou espumantes;

Queijos de média maturação:
 vinhos tintos leves ou vinhos brancos frutados;
Queijos semimoles: vinhos brancos aromáticos; vinhos brancos secos ou vinhos tintos suaves;
Queijos duros: espumantes secos; vinhos tintos de uva Syrah ou vinhos tintos encorpados em geral
Queijos azuis: vinhos brancos adocicados; vinhos tintos potentes ou vinho do Porto.

DICA PARA NUNCA ERRAR NA COMBINAÇÃO
Se você vai reunir os amigos e servir diferentes tipos de queijo e só quer servir um vinho, por exemplo, a dica para não errar é escolher vinhos que sejam mais neutros, mas que não exagerem na suavidade.
Como combina com praticamente todos os tipos de queijo, a melhor opção é escolher por um vinho branco seco. A harmonização perfeita, entretanto, só será conseguida pensando em cada queijo individualmente.
Assim, sabendo como fazer a harmonização de queijos e vinhos a experiência de consumir esse clássico se torna ainda mais prazerosa.

Tags: Harmonização , Maturação , Queijos

ONDE ESTAMOS

DEPOIMENTOS

CONTATO

Sistema e hospedagem mantidos por Mônada Soluções Criativas . Todos os direitos reservados.
Propriedade intelectual por Serrado Vinhos. Cópia somente sob autorização.